• estante virtual
  • facebook
  • instagram
  • youtube
Humana

Loja / O homem que plantava árvores

Para adquirir este livro, acesse a página da Humana na Estante Virtual, clicando aqui. No campo “Buscar neste vendedor”, digite “Jean Giono”.

Por que ler?

Uma história e personagem lindos demais para serem verdade… Certa vez, caminhando sozinho pelo sul da França, um rapaz se vê em maus lençóis: a paisagem é desértica, o vento ruge como uma fera, os vilarejos estão em ruínas e não se encontra água em nenhum lugar. Quando já vai perdendo a esperança, vê ao longe uma silhueta, que talvez seja um tronco isolado ― mas é, na verdade, um velho pastor de ovelhas, que lhe dá água e abrigo. Só que esse não é um pastor como os outros. Quieto e calado, Elzéard Bouffier dedica-se mais que tudo a semear árvores: carvalhos, bordos, faias, bétulas e salgueiros, que planta em toda parte. Os anos passam, os encontros se repetem, a região vai cobrando outros ares e vida nova, sem que ninguém saiba como se produziu tamanha transformação.

Trechos

“Quando considero que um único homem, reduzido a seus meros recursos físicos e morais, foi capaz de transformar um deserto em uma terra fértil e viva, penso que, apesar de tudo, a condição humana é admirável. Mas quando faço a conta de quanta constância na grandeza de alma e de persistência na generosidade foram necessárias para obter esses resultados, sou tomado de um imenso respeito pelo velho camponês”.

“Nunca o vi ceder ou duvidar. Perdi as contas dos seus dissabores. Foi preciso vencer as adversidades para garantir a vitória de uma paixão como aquela, foi preciso lutar contra a desesperança. Durante um ano, ele havia plantado mais de mil bordos. Todos morreram. No ano seguinte, desistiu dos bordos para voltar às faias, que se deram ainda melhor do que os carvalhos”.

Ficha técnica